Batom vermelho (mas podia ser tapete vermelho)

Mistério.



“Botão foda-se ativado.”



Mistério.



“Se sou santa, se sou puta, não te interessa.”



Mistério.



“Não preciso de você, mas quero que você precise de mim.”



Mistério.



“Não sei o que tô fazendo, me abraça.”



Mistério.



“I’m sexy and I know it.”



Mistério.



“Decifra-me ou te devoro.”



Mistério.


Frases entre mistérios. São algumas das coisas que leio em lábios de batom vermelho. E se as maquiagens fazem tanto sucesso na nossa humanidade, parece-me que é justamente porque ressalta o mistério feminino.
Eis uma das perguntas mais antigas da nossa civilização, à qual Freud confessou não poder responder, e tantos outros se frustram e se divertem e sofrem e se descabelam e se penteiam, enquanto tentam responder: afinal, o que quer uma mulher?
É o que leio em lábios de batom vermelho. “Você não sabe e eu também não sei. Mas eu lido bem com isso, você é que não”.

Se tem uma coisa que eu acho linda nesse mundo, são as coceiras existenciais pelas quais alguns homens são acometidos, diante do enigma feminino.
Se tem uma coisa que eu acho linda nesse mundo, é a paz que reina em algumas mulheres, apesar de seus próprios enigmas.
Nada mais feminino do que um ponto de interrogação. Cheio de curvas e existindo pra causar incômodo.

8 comentários em “Batom vermelho (mas podia ser tapete vermelho)

  1. ADOREI o tema da semana assim em letras maiúsculas. E que delícia o seu texto.

    Mulheres e seus mistérios. Mulheres e suas faces e fases. Mulheres e sua maquiagem. Mulheres coloridas com o rosto lavado.

    E o batom vermelho, meu querido. Caminho de mãos dadas.

  2. Que lindo isso, Ana.

    Cultura “inútil” sobre o batom vermelho, vi num filme, que a boca vermnelha feminina é tão sensual-sem-saber-bem-porque, por conta da alusão que é feita entre os lábios vermelhos e os pequenos lábios vaginais. Achei isso duma boniteza sem tamanho.

    Lindo texto.
    Lindo e profundo.

  3. Será ??????Não há calmaria alguma… isto nada mais é que mais um mistério do batom vermelho..he,he,he……….Delícia esse joguinho de esconde-esconde.. mas seria bem melhor se fosse “acha-acha”… Delícia tb a aura de encantamento do texo.!!!

  4. Se tem uma coisa que eu acho linda nesse mundo é essa condição feminina – codificada por natureza – de estar sempre a espera de alguém corajoso o bastante para tentar decifrar o enigma latente.
    Mission impossible .
    Mas a gente espera. A gente espera.

    Ei, Ana, mais um texto que extasia, encanta, inebria, e nos faz reconhecer em ti uma escritora de primeira grandeza. É simplesmente maravilhoso te ler.

  5. Ana, essa semana me colocou numa sinuca de bico. Mas como em toda sinuca de bico, uma jogada existe. E foi lendo teu texto, relendo que cheguei numa decisão. Borrei minhas letras com esse batom, e fiz um rascunho. Sabado voce me diz o que achou

  6. Foi Rubem Alves quem expressou exatamente o que eu sentia, quando disse que uma maneira de se alegrar, é levar os sentidos para passear, fazer caminhadas, por letras que fazem bem.

    O percurso das suas, Ana, sempre me traz felicidade.

Os comentários estão fechados.