O amor é uma escolha que a gente esCOLHE sem escolher

-Não sei o que é amor.
-E você sabe inventar?
-Sei.
-Então sabe o que é amor.
Não se trata de encontrar uma história pronta, com príncipe, princesa e final feliz. Não se trata de encontrar alguém que te gele a barriga o tempo todo. Não se trata de uma comédia-romântica onde são todos lindos, engraçadinhos e injustiçados. E também não se trata de uma sintonia de outro mundo. Homens não são de Marte, mulheres não são de Vênus. Somos todos da Terra, embora-graças-a-deus diferentes. Lidemos com isso. Inventemos algo pra chamar de amor. 

O amor pode ser um desastre. Mas não precisa dar certo pra valer a pena.
Na vida real, escovar os dentes não é sexy. 
E nem por isso deixa de ser belo 


8 comentários em “O amor é uma escolha que a gente esCOLHE sem escolher

  1. não há muito o que inventar, há o que viver, mas tem gente que prefere a fantasia, e é por isso que tantos tem medo, porque no faz-de-conta sempre tem final feliz.

    besos,
    @paraquenomes

  2. Incrível!

    Diante dessas palavras lindas, cabe dizer: Onde é que eu assino mesmo?
    É que o texto não precisa de complemento. Os argumentos foram mais que suficientes. A dose de chão foi essencial. A mensagem atingiu seu propósito.

    “… não precisa dar certo pra valer a pena”.

    Um beijo, poeta.

  3. Acredito no acaso, no inesperado e no destino. Pois quando menso esperamos encontramos a pessoa certa, na hora e no lugar exato. E quando tem para ser as coisas simplesmenete acontece.

Os comentários estão fechados.