Por que você ainda insiste?

“Eu mereceria melhor, se amor fosse coisa que se merecesse.” 
Inês Pedrosa
– Eu te faço mal.
– Você me faz mal, mesmo. Mas também me faz bem.
– Isso vai acabar em um desastre.
– E você já viu alguma história de amor acabar de outro jeito?
– Você merece alguém que consiga estar com você sempre, só com você, sem dúvidas ou medos.
– Não importa o que eu mereço, importa o que eu quero, e é você.
– Mas eu não quero.
– Então o que você tá fazendo aqui?


– Como nós chegamos aqui de novo?
– Não sei.
– Nós não tínhamos terminado?
– Aham.
– E o que eu estou fazendo aqui?
– Não sei. Você sabe?
– Não. 
– Então fica até a gente descobrir.


– Eu sabia que isso ia acontecer.
– E daí?
– Você não vê que isso não pode dar certo?
– Vejo, mas não ligo.
– Você também acha que não vai dar certo?
– Como poderia dar certo? Você é um canalha egoísta que não merecia encostar na bainha do meu vestido.
– Ah, é, você acha isso? Então porque está comigo?
– Eu já te disse, amor não tem a ver com merecimento. 
– Você está errada, eu não sou essa pessoa que você pensa.
– Eu também não sou quem você pensa. É por isso que ainda estamos aqui.


– Vai começar tudo de novo?
– Parece que sim.
– Você não se cansa?
– Claro. Eu estou exausta, aliás. 
– E por que você ainda insiste?
– Porque o amor ainda insiste em mim.

8 comentários em “Por que você ainda insiste?

  1. diálogos que se você prestar bem atenção pode ouvir na esquina agora mesmo, ou quiçá cada um de nós já tenhamos (prot)agonizado com um ou outro caco o mesmo texto. teus textos, cada vez mais, me passam a impressão de uma tarde terapêutica. resumindo, estão ótimos! 😉

    besos,
    @paraquenomes

  2. Carina, você se supera a cada texto, impressionante.

    Será que o amor insiste ou somos nós que insistimos no amor? Faz diferença?

  3. amor é filme entrecortado..

    mas qual é o caminho do (e para o) amor? Drummond parece indicar em “reconhecimento do amor”.

    estão muito bons os diálogos!

Os comentários estão fechados.