Liberdade

Eu te liberto.

Do meu convivio, do meu amparo, do meu conselho, do meu dia, do meu controle, do meu espaço, do meu desejo, do meu carinho, do meu humor, do meu texto.

Te liberto,

Das minhas palavras, das minhas demonstrações, das minhas fotos, das minhas ideias, das minhas mensagens, das minhas vontades.

Te liberto,

Do nosso tempo, dos nossos planos, dos nossos projetos, dos nossos dias, dos nossos sentimentos, dos nossos encontros.

Te liberto, de tudo. Menos, do meu amor.

(Em virtude de minha viagem, estou re-postando esse texto. Nunca antes postado aqui, diga-se de passagem. Mas, que tem tudo a ver com o tema da semana. Prometo compensar semana que vem. Abraços a todos!)



8 comentários em “Liberdade

  1. É, tanto te soltei que me quiseste em todo lugar. Liberdade boa essa, de um amor saudável.

    P.s: viagem boa e inveja branca.

  2. a liberdade pode ser uma prisão. gostosa ou não,depende do quão queremos ser livres, e do quão queremos estar atrelados ao outro.

    abraços,
    @paraquenomes

Os comentários estão fechados.