minha pequena eva

desço no paraíso

em direção à sua casa

ando na linha

subo na vida

as escadas nem sempre levam

ao mesmo lugar.

insisto.

abro janela nas nuvens

colho maçãs sem pecado.

como é difícil culpar alguém

quando quem erra é a gente.

suas asas não carregam meu peso

eu sei.

deus taria vendo isso

se ele existisse.

pra quem eu te peço?

pra quem eu me desculpo?

você é tipo deus

agora

só me resta o poço

sem luz

sem fim

o inferno é meu destino

mas se não existe lá em cima

não existe lá embaixo

também

mas que diabo

não te acho em parte alguma

e se achasse

não seria no céu

já subi demais pra saber

igual a ti só no inferno.

 

 


Desafio da Semana:

4/12 - Igual a ti só no inferno