É uma rua muito estranha

É uma rua muito estranha: ninguém sabe dizer do que é feito seu calçamento, nem mesmo de que cor ele é. Uns dizem que é feito de pedras portuguesas, outros de cimento queimado, de concreto pintado de rosa, de ladrilhos coloridos e até diamantes. Já tentaram fotografar, filmar, pintar e desenhar, nada parece fiel. É … Continue lendo É uma rua muito estranha

Júbilos e lástimas

Escrevo futuro imaginando tudo: finalmente serei quem sou, meus textos contarão a minha história, aquela que ninguém mais pode contar, usando palavras que só eu conhecia até ofertá-las como presentes para o mundo. No futuro, tudo que sonho hoje será passado, já acontecido ou abandonado. O plano de aprender uma nova língua, de costurar minhas … Continue lendo Júbilos e lástimas

Eu não acredito em horóscopo

Eu não acredito em horóscopo, ela diz, mas é porque sou aquariana, e portanto preciso questionar tudo em que os outros acreditam, e mais ainda tudo em que eu acredito, porque acreditar, ter fé, é muito cômodo e estático, você acredita e pronto, não há mais nenhuma novidade sobre aquele assunto, e aquarianos, você sabe, … Continue lendo Eu não acredito em horóscopo

Luta mais vã

Não! Novamente não. Não ao descontrole, não ao desconhecido, não ao medo.  Sim, medo, a palavra é exatamente essa, o sentimento é exatamente esse. E essa palavra,  exatamente, é o que estou prestes a perder de novo. Quando tudo recomeçar, nada mais parecerá exato. As certezas se esvaindo como lágrimas, juntos às lagrimas que inevitavelmente … Continue lendo Luta mais vã