A janela aberta é o fim desta história de separação

Numa manhã, ao despertar de sonhos inquietantes, Tiago deu por si na cama transformado num minúsculo grão de poeira. O quarto ao redor era gigantesco. O mundo nem medida tinha. A vida é muito grande quando você é um nada. Acordar pra ser inútil era melhor não acordar. Mas esse não é o ciclo. Enquanto … Continue lendo A janela aberta é o fim desta história de separação

Metamorfoses ambulantes

O desafio literário da semana é de Luis Mangi: A proposta é escrever um texto curto começando com as primeiras linhas de "A metamorfose" de Franz Kafka: "Numa manhã, ao despertar de sonhos inquietantes, Gregório Samsa deu por si na cama transformado num gigantesco inseto." Os confrades devem usar seus próprios nomes. Mas o desafio … Continue lendo Metamorfoses ambulantes